More Website Templates @ TemplateMonster.com - March 10, 2014!

Várzea Paulista foi a cidade que mais evoluiu na Educação da região destaca dados divulgados pelo Ministério da Educação

educacao-3-ideb

Município alcançou a nota de 6.4, meta que era prevista para 2019 e chegou a uma evolução de 1,1 superando todos os municípios do Aglomerado Urbano de Jundiai

Nesta quinta-feira (8), o Ministério da Educação apresentou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2015. E, na segunda avaliação consecutiva, Várzea Paulista avançou, chegando à pontuação de 6.4, o que representa a superação da meta prevista no Plano Municipal de Educação e o alcance do patamar dos índices previstos para 2019.

De acordo com a supervisora de Educação, Magali Souza, o crescimento do índice representa a coroação do trabalho realizado nos últimos quatro anos. “O avanço do IDEB mostra o compromisso do município com a formação do cidadão”, diz. “Estamos em ritmo de crescimento, mas sempre analisando onde podemos melhorar”, afirma a supervisora.

Segundo Magali, diversos fatores contribuíram para a nota alcançada, como o Plano de Trabalho da Educação, as formações realizadas com os gestores, coordenadores e professores, as aulas de reforço ofertadas aos alunos, assim como o material didático, que garante o princípio da equidade. “Trabalhamos para que todos tenham o mesmo acesso à educação e o material didático garante isso”, explica.

Outros fatores, como o COE – Centro de Orientação Educacional, a ampliação das salas de Atenção Educacional Especializada, que passaram de 1 para 14 e o Relatório de Avaliação também contribuíram para o crescimento. “Através dos dados quantitativos, conseguimos avançar no quesito qualitativo”.

O trabalho conjunto da equipe pedagógica, gestores, diretores, coordenadores, funcionários e principalmente dos professores fazem parte dessa conquista, ressalta Magali. “Temos que agradecer a todos, mas em especial aos professores, que sempre desempenham um bom trabalho”, afirma a supervisora.

Números

Em 2011, o IDEB registrado na cidade caiu de 5,3 para 5.6; com as mudanças na política pedagógica promovidas pelo prefeito Juvenal Rossi e pelo Secretário da Educação professor Rodolfo Braga, em 2013, o índice subiu para 6.0 e agora em 2016 chegou a 6.4.

Esse avanço também se reflete em todas as escolas municipais. O Cemeb (Centro Municipal de Educação Básica) João Batista Nalini, por exemplo, passou de 4.9 em 2013, para 6.3, em 2015; o Cemeb João Aprillanti possui a nota mais alta entre as escolas municipais da cidade 7.2.

Várzea Paulista superou todos os municípios do Aglomerado Urbano de Jundiaí em sua evolução. Quando comparado o desenvolvimento de todas as cidades do AUJ, a partir dos resultados de 2013 temos o crescimento de 1,1 em relação à nota obtida em 2011. Quando a cidade registrou uma queda em 2009 (5,6) para 2011 (5,3).

A rede municipal de Educação de Várzea Paulista possui 10 mil alunos e 30 escolas, com este índice Várzea Paulista segue a frente da média nacional (5,2).

Para que serve o IDEB

Com o IDEB, ampliam-se as possibilidades de mobilização da sociedade em favor da educação, uma vez que o índice é comparável nacionalmente e expressa em valores os resultados mais importantes da educação: aprendizagem e fluxo.

O IDEB também é importante por ser condutor de política pública em prol da qualidade da educação. É a ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade do PDE para a educação básica. O Plano de Desenvolvimento da Educação estabelece, como meta, que em 2022 o IDEB do Brasil seja 6,0 – média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável aos dos países desenvolvidos.

ideb-cidades-vizinhas